Loading...
Júlio, casado, 2 filhos, mora em Tijuquinha- Aracaju e nos partilha o que viveu durante o Jubileu:img-20161011-wa0023
O QUE FOI FORTE PARA MIM DURANTE O JUBILEU?

O acolhimento, a simplicidade como Deus é anunciado pelas irmãs, a diversidade de Cultura, de modo de vida que termina ao redor de Cristo Sacerdote. Apreendi que Jesus é de todos os povos.

Vivi com alegria e de coração aberto.

O QUE ME TOCOU?

O amor, a dedicação, o silêncio com que as coisas aconteceram. Tudo me TOCOU um pouco: a missa, o jeito simples do Padre Bruno, a unção do óleo do batismo e a união e amor entre as irmãs.

QUAIS OS APELOS DE DEUS PARA MIM?

APROFUNDAR e beber mais da espiritualidade das irmãs e ser um Leigo Consagrado na espiritualidade das irmãs.

Rose, Auxiliar do Sacerdócio em comunidade em Valença, depois de ter trabalhado muito com suas irmãs, nos partilha o que foi para ela esse Jubileu

dscn9894-2O que foi para mim celebrar o Jubileu?

Celebrar um Jubileu foi sentir o quanto somos amadas, acolhidas por Deus e pelo povo. Foram momentos fortes que vivemos na preparação desses 90 anos, onde cada irmã, com seu jeito, deu o seu melhor na construção dessa belíssima festa. 

 Meu irmão e minha irmã, foi bonito de ver o quanto as mãos do povo se ofertaram para celebrar conosco essa festa, foram gestos dos mais simples aos mais extraordinários e todos se somaram na realização dessa festa.

Com tudo isso, foi possível viver, experimentar, ver e sentir que a caminhada para a celebração desses 90 anos foi feita passo a passo em comunhão com cada um e cada uma que se deixou tocar pelo Espírito Sacerdotal.

Celebrar o Jubileu foi olhar para o passado com amor, o presente com dedicação e o futuro com esperança.

Agradecemos de todo o nosso coração a cada pessoa que nos ajudou nessa festa e de forma especial a você que compareceu e a você que rezou para o bom andamento desse dia.  

Edileuza, mora em Tijuquinha e nos diz sua alegria…

20161008_061030-2

Esse Jubileu foi para mim muito importante, porque conheci pessoas diferentes; tivemos palestras muito importantes: ouvir sobre a caridade, a amizade, e percebi que assim ajudamos os outros a fazer pessoas felizes; então esse jubileu para mim foi muito bom conhecer mais sobre o sacerdócio;

O apelo de Deus para mim é amar o próximo e fazer caridade!

Robson, outro amigo em Tijuquinha, responsável pelo Grupo da família AS:

a) Para mim o que ficou muito forte durante o Jubileu foi a presença dos amigos e amigas das AS, que com suas simplicidades souberam exalar o perfume da presença do Cristo Sacerdote.

b) O que mais tocou-me foi o momento da Missa do Envio simbolizado na unção do óleo do Batismo e a entrega do singelo livrinho das AS.

c) E vivi o Jubileu antes de tudo com o coração aberto, daí pude enxergar o quanto Deus nos proporcionaimg-20161030-wa0028-2 momentos únicos na nossa vida que precisa ser valorizado, portanto não deixei de valorizar cada instante, desde a acolhida das Irmãs, a abertura da família de seu Edson e dona Shirley que acolheu minha família até o momento de todo o encontro. “Foi nota 10!”

d) Os apelos de Deus para cada um com relação ao Jubileu é que: celebrar um Jubileu como já mencionei é um momento único em nossas vidas, portanto se aproveitamos na fidelidade esta oportunidade com certeza iremos compreender o projeto de Deus para nossa vida e por que não para nosso grupo.                                                                            Robson

O que nos partilha Simônica, nossa Simone!

20160829_183048-2 a) O que ficou forte para mim durante o Jubileu foi o momento da partilha em grupo, a Missa com a Unção do Óleo do Batismo.

b) O que tocou-me foi a simplicidade das Irmãs e suas doações e a fé vivida por cada uma.

c) Eu vivi o Jubileu com alegria e com o coração aberto.

d) O apelo de Deus para mim é que sinto o desejo de aprofundar cada vez mais a espiritualidade das AS, me tornar uma leiga consagrada e trabalhar mais intensamente pelos pobres.